• Página inicial
  • 12 roteiros para conhecer Santa Catarina além das praias

12 roteiros para conhecer Santa Catarina além das praias

08/01/2018 / Publicado em Dicas

12 roteiros para conhecer Santa Catarina além das praias

Os cânions do Parque Nacional Aparados da Serra marcam a divisa entre SC e RS. Em Praia Grande, Jacinto Machado, Timbé do Sul e Morro Grande estão os principais. Às margens da BR-101, no litoral, Araranguá tem boa infraestrutura hoteleira e de serviços e abriga o Morro dos Conventos. Sombrio tem a maior lagoa de água doce do Estado, a Lagoa do Sombrio, e os balneários Arroio do Silva, Gaivota e Passo de Torres estão repletos de dunas, lagoas, furnas e praias de faixa de areia longas.




CAMINHOS DA FRONTEIRA
Cascata Salto do Rio das Flores, na Linha Salto das Flores, no interior do município de Paraíso Charles Guerra / Agencia RBS

A beleza selvagem dos municípios é um convite para atividades como trekking, rapel e pescarias. As tradições dos imigrantes alemães, italianos e poloneses se misturam aos costumes gaúchos, paranaenses e argentinos. Em Guaraciaba, está um dos maiores museus rurais do Brasil: o Edvino Hölscher. Em Dionísio Cerqueira, a atração é o Marco das Três Fronteiras. Itapiranga é o berço da primeira Oktoberfest de Santa Catarina.

Melhor infraestrutura: São Miguel do Oeste

VALE DAS ÁGUAS
Salto Saudades, em QuilomboGuilherme Pasqualotto / Divulgação

Um dos destaques é a cachoeira Salto Saudades, em Quilombo, formada por várias quedas d'água no Rio Chapecó. Na região, há inúmeros estabelecimentos com águas termais, com destaque para Palmitos, Quilombo, São Carlos e Águas de Chapecó. O Rio Uruguai, que passa por várias cidades, permite passeios de barco ou banhos.

O turismo religioso também está presente, com igrejas antigas, como a capela São Cristóvão, em Formosa do Sul, e o Santuário de Nossa Senhora da Salete, em Caibi. A Casa da Memória, em São Carlos, preserva a história dos imigrantes com objetos, fotos e utensílios agrícolas das famílias que povoaram a região.

Melhor infraestrutura: Palmitos

GRANDE OESTE
Cascata S'Manella, na Linha S'Manella, em XanxerêCharles Guerra / Agencia RBS

A maioria das cidades tem menos de 10 mil habitantes. Chapecó é o principal centro urbano. Em Águas de Chapecó, Palmitos, São Carlos, Quilombo e Caibi há estâncias de águas termais com ótima infraestrutura, a conhecida Rota das Termas. No Grande Oeste, você encontrará paisagens agrestes e recantos de natureza preservada, indicados para a prática do ecoturismo. Existem trilhas em todos os municípios, e boa parte conduz a cascatas e cachoeiras no meio da mata. Há ainda parques com infraestrutura completa, pesque-pagues e outras atrações para a criançada.

Melhor infraestrutura: Chapecó

VALE DO CONTESTADO
Treze TíliasDivulgação / Divulgação

A região tem grande valor histórico devido à Guerra do Contestado, no início do século 20. A memória está preservada em museus, monumentos, sítios históricos e espaços de peregrinação religiosa em Caçador, Irani, Fraiburgo, Curitibanos e Canoinhas. Há ainda cachoeiras, vales e planaltos de vegetação preservada, onde o ecoturismo é uma opção. A herança das colonizações austríaca (Treze Tílias), japonesa (Frei Rogério), italiana e alemã completam a paisagem. Há águas termais em Piratuba, Ouro, Campos Novos e Itá, onde as torres de uma antiga igreja emergem no meio da represa.

Melhor infraestrutura: Piratuba

SERRA CATARINENSE
Serra do Rio do RastroMarco Favero / Agencia RBS

Fica a apenas duas horas de carro do litoral. A viagem é uma atração à parte, com belas paisagens formadas por florestas de araucárias, rios, cachoeiras, vales, campos de altitude e grandes cânions. Lugares como a Serra do Rio do Rastro, a Serra do Corvo Branco e o Morro da Igreja são visitas obrigatórias, com estradas sinuosas que levam a alguns dos pontos mais altos do país. A Serra é indicada para a prática de trekking, rapel, canyoning, mountain bike, tirolesa e pesca esportiva da truta.

Melhor infraestrutura: Lages

CAMINHOS DO ALTO VALE
Cachoeira da Magia, em Rio do SulPatrick Rodrigues / Agencia RBS

Nas planícies e planaltos do Vale do Itajaí, 28 pequenos municípios reúnem natureza, tradição dos colonizadores e belas paisagens entre montanhas cortadas por riachos. O Alto Vale é o destino perfeito para quem procura a tranquilidade da vida no campo.

O Caminhos da Fé reúne a riqueza das paróquias, igrejas católicas e luteranas, grutas e monumentos em Rio do Sul, Salete, Pouso Redondo, Ibirama, Ituporanga e Agrolândia. Em Ibirama, os destaques ficam por conta da natureza (cânions, cachoeiras, riachos e Mata Atlântica preservada) e dos esportes de aventura, como rafting, rapel, trekking e tirolesa.

Melhor infraestrutura: Rio do Sul

VALE EUROPEU
Jandyr Nascimento / Agencia RBS

A herança cultural dos colonizadores alemães, italianos, austríacos, poloneses e portugueses é a grande marca. Famoso por sediar a maior festa alemã das Américas, a Oktoberfest de Blumenau, o Vale Europeu tem arquitetura típica, culinária, roteiros de compras pelas cidades-polo da indústria têxtil catarinense e celebrações religiosas que ocorrem em vários municípios, além do ecoturismo e do turismo rural.

Melhor infraestrutura: Blumenau

COSTA VERDE & MAR
BombinhasMarcos Porto / Agencia RBS

O verde-esmeralda predomina no mar de Porto Belo e Bombinhas, onde ficam os melhores pontos de mergulho de SC. O principal destino dessa região é a movimentada Balneário Camboriú, com ótima infraestrutura, praias, parques, restaurantes internacionais e casas noturnas. Em Itajaí, os destaques são os eventos náuticos e a herança portuguesa e alemã.

Há ainda o Beto Carrero World, em Penha, e os alambiques de cachaça, em Luis Alves. Já o Balneário Piçarras oferece natureza preservada e vida noturna bastante animada. O Circuito Costa Verde e Mar, de cicloturismo, passa por trechos belíssimos no litoral e no interior. E há também ótimas opções para os praticantes de surfe, windsurfe, voos de ultraleve e trekking.

Melhor infraestrutura: Balneário Camboriú e Bombinhas

ENCANTOS DO SUL
Farol de Santa MartaDivulgação / Divulgação

Quem gosta de História vai se encantar com Laguna, a terra de Anita Garibaldi, o Centro Histórico, patrimônio nacional, e o Farol de Santa Marta. Já Imbituba, Garopaba e Jaguaruna são ótimos destinos para ecoturismo e esportes de aventura. Essa faixa litorânea também é o principal berçário das baleias-francas no inverno. No interior, os destaques vão das estâncias termais de Tubarão e Gravatal aos municípios onde a cultura italiana e alemã são predominantes, como Urussanga, Nova Veneza, Orleans, São Martinho, Santa Rosa de Lima, Forquilhinha, Tubarão e Criciúma.

Melhor infraestrutura: Criciúma, Imbituba e Garopaba

GRANDE FLORIANÓPOLIS
Guarda do EmbaúCharles Guerra / Agencia RBS

Florianópolis é famosa pelas belezas naturais (praias, além das lagoas do Peri e da Conceição). Mas há outros atrativos nas redondezas, como as estâncias de águas termais de Santo Amaro da Imperatriz, as paisagens rurais de Rancho Queimado, Anitápolis, São Bonifácio e São Pedro de Alcântara, além das belíssimas praias de Governador Celso Ramos e Palhoça, onde fica a badalada Guarda do Embaú.

Melhor infraestrutura: Florianópolis

Deixe seu comentário

Confira também

TOPO